Dr. João Paulo Casarotti

Southern University

Joao Casarotti- photo.png

João Paulo Casarotti is a Brazilian pianist and pedagogue. He received a Doctoral in Musical Arts in Piano Performance from Louisiana State University, M.M in Piano Performance and Piano Pedagogy from Temple University, M. M. in Piano Pedagogy from the University of North Dakota, a B. M. in Music Performance from the University of Sao Paulo, Brazil, a Performance Diploma from the “Maestro Ernst Mahle” Music School of Piracicaba-Brazil, and a Performance Certificate from the National Academy of Music in Sofia–Bulgaria. Among his teachers were Michael Gurt, Sheila Paige, Maria Del Pico Taylor, Mauricy Martin, Sergio Gallo, Gilberto Tinetti, Victor Tchouchkov, Marisa Lacorte and Cecilia Bellato.

Dr. Casarotti maintains an active schedule as a performer, clinician and researcher. He has performed as a solo and chamber pianist in Brazil, the US, Bulgaria, Taiwan, South Korea, Thailand, Argentina, Chile, Uruguai, and Paraguai. He has also performed with orchestras in Brazil and the United States. Mr. Casarotti served as the Artistic Director of the music series “Ernst Mahle in America” (2009) and “Villa Lobos in America” (2010). He arranged for these concerts to be performed at Rock Hall (Temple University) in Philadelphia, Steinert Hall in Boston, and Steinway Hall in New York.

Dr. Casarotti is an important researcher of Ernst Mahle’s works for piano and is involved in creating a project to make Mahle’s music more accessible for the public. Mr. Casaroti has presented lectures for the Hawaii International Conference of Arts and Humanities, the Temple University MTNA chapter, the Northern Delaware Valley Chapter of the Music Teachers Association, the Pennsylvania State Conference of the Music Teachers Association and Louisiana State Conference of the Music Teachers Association.

Dr. Casarotti specializes in the Taubman Approach and studied under the tutelage of Maria Del Pico Taylor and Dorothy Taubman. He became the editor for the Booklet of Musical Examples of the Taubman Seminar at Temple University and served as the Taubman Seminar Assistant for 3 years. Casarotti was recently named faculty in training of the Keyboard Wellness Seminar at University of North Texas and he is currently studying with Sheila Paige.

In 2009, Dr. Casarotti began developing research to create an online piano studio. Since then, he has taught students at a distance from several locations including Pennsylvania, New Jersey, New York, Louisiana, Brazil and Europe. Mr. Casarotti created the Southern University Online piano studio in 2013. This initiative has been a major asset for the music program at Southern University. He has become a consultant for private studios and universities in Brazil and the US and has been presenting at the MTNA National Conference as well as the National Conference on Keyboard Pedagogy (NCKP).

Dr. Casarotti has a prolific career as teacher in both Brazil and the United States. Previous teaching appointments include University of North Dakota, Temple University, Temple Preparatory School, Darlington Arts Center and Escola de Música de Piracicaba (Brazil) Currently, Mr. Casarotti is the Assistant Professor of Piano and Piano Pedagogy and the coordinator of piano studies at Southern University in Baton Rouge, Louisiana.He is also the organist and pianist of the First Christian Church of Baton Rouge. In addition Dr. Casarotti is the founder and artistic director of the Encontro Internacional de Pianistas, de Piracicaba (Piracicaba, SP), Encontro Internacional de Pianistas do vale do Aço (Timóteo-MG) and the Piracicaba International Piano Concerto Competition (Piracicaba-SP), Brazil.


Dra. Leslie Spotz

Tarleton State University

Leslie Spotz photo color.png

Leslie Spotz, como professora de piano na Tarleton State University, recebeu o prêmio “Outstanding Collegiate Teaching Achievement” da Associação de Professores de Música de 2017 do Texas. Como vencedora do Prêmio de Excelência em Pesquisa e Atividades Criativas da Faculdade de Artes Liberais e de Belas Artes da TSU 2017, Spotz desfruta de uma carreira internacional que abrange quatro continentes e quatro décadas, e incluiu apresentações solo em Moscou no Tchaikovsky Hall of Moscow University, South Bank Center of London, Kennedy Center em Washington, D.C., a famosa Academy of Music in Philadelphia, suas aclamadas turnês pela Alemanha, concertos na Itália no Lorenzo de'Medici Institute, recitais solo em Taiwan e no Brasil, e sua performance na abertura inaugural do magnífico local de apresentações da Philadelphia, o Kimmel Center. A temporada 2016-2017 incluiu recitais solo em todo o Texas e apresentações no primeiro Music by Women Festival na Mississippi University for Women. Em 2015, apresentou recitais individuais no Tenri Cultural Institute de Nova York, na Indiana Wesleyan University, na Dallas Public Library e em concertos de música de câmara em Dallas, TX, na Hardin-Simmons University em Abilene e na Southern University em Baton Rouge, LA. Ela retornou a Nova York e ao Tenri Cultural Institute com a colega Heather Hawk, soprano, para o Leschetizky Association Annual Living em maio de 2016. Ela retornou à Itália em junho de 2013 para apresentações no Conservatorio di Milano e na Ambrosianeum Foundation. Além disso, em junho de 2013, ela se apresentou em Buenes Aires, Argentina com a soprano Marika Kyriakos e retornou a Londres em maio de 2011. Em Fevereiro de 2010 incluiu um recital all-Chopin Bicentennial em Nova York. Em dezembro de 2010, ela retornou à Alemanha em um recital solo no Heilig-Kreuz-Kirche, em Berlim. Saudada pelo prestigiado Süddeutsche Zeitung de Munique, Spotz 'Beethoven foi descrito assim: “Despojado de verniz, revelando todas as bordas e cantos, Spotz confrontou seriamente os templos e indicações dinâmicas de Beethoven, deixando a mediocridade e a beleza rasa para trás e revelando a verdade. Ao todo, um concerto do mais alto padrão crítico, mais uma prova da alta qualidade do quilate desta série. ”Spotz tem se apresentado extensivamente nos EUA de costa a costa. Os destaques do concerto incluem sua performance em 2007 em Tarleton como solista com a Sinfonia de Fort Worth, performances de vinte Sonatas de Beethoven na Rutgers University e seus recitais para o Bach Festival da Filadélfia.

Recebendo uma bolsa integral para o Curtis Institute of Music, Spotz estudou por cinco anos com o lendário Mieczyslaw Horszowski, parte do patrimônio que é formado por apenas três músicos - alunos-professores de Beethoven. Ela completou seu doutorado na Rutgers University em 2002. Suas aparições como solista incluem a Mozart Society de Filadélfia, South Jersey Symphony, Curtis Symphony, Kinhaven Symphony em Vermont, a Piedmont Chamber Orchestra na Carolina do Norte, a Old York Road Symphony em Abington, PA e o Clear Lake Symphony no Texas. Março de 2013, ela foi solista da University of Texas - San Antonio Symphony.

Spotz tornou-se uma defensora de mulheres músicas através de suas performances, colaborando com a flautista Adeline Tomasone no aclamado CD Fantasias, e mulheres compositoras são apresentadas em seu CD solo, lançado pela Leonore Records em 1999. As gravações publicadas também incluem os três conjuntos de 5 CDs de cada literatura de piano solo, representando o repertório para 13 níveis graduados, 2019-2021, 2016-2018 e 2010-2012 para o International Piano Performance Examination Committee (IPPEC) baseado em Taiwan e no Sudeste Asiático. Ela colaborou com violinistas: Maria Bachmann, Joseph Genualdi e Mark Steinberg; o flautista Laurel Zucker; David Wetherill, ex-co-principal trompista da Orquestra da Filadélfia; Frank Kaderabek, ex-trompete principal da Orquestra da Filadélfia; e Joseph Depasquale, que foi viola principal de longa data da Orquestra da Filadélfia. Entre os notáveis cantores internacionais que Spotz acompanhou estão os sopranos Heather Hawk, Amanda Squitieri, Julianne Baird, Gwendolyn Bradley, Judith Lovat e Donna Connolly, e os tenores Martin Dillon e Robert Guarino. De acordo com o The Philadelphia Inquirer, "a senhorita Spotz comanda o som ressonante e o gesto elegante ... tocando de grande cor, ousadia e suavidade ... mais envolvente ..."

videos


Dra. Asami Hagiwara, piano

University of Minnesota Duluth

Hagiwara.png

Personal Website

Além de sua ampla gama de repertório de performance do barroco à música contemporânea, a Hagiwara é especializada em obras de compositores nórdicos, especialmente os de Edvard Grieg e Jean Sibelius. Seu documento de doutorado, Guide to the Published Solo Piano Music de Jean Sibelius, oferece uma visão geral das raras 115 obras de piano de Sibelius. Como pesquisadora da American-Scandinavian Foundation, ela passou um ano na Sibelius Academy (Helsinque, Finlândia), que aprofundou sua compreensão do som nórdico e dos compositores.

Anteriormente, Hagiwara ocupou vários cargos docentes no nível universitário, incluindo cargos de professor na University of Wisconsin-Platteville (Platteville, WI), Iowa State University (Ames, IA) e na University of Dubuque (Dubuque, IA) e ela foi a coordenadora da University of lowa’s Pre – College Piano Conservatory (PCPC). Ela também atuou no corpo docente de piano em programas de verão, como o Summer Camp da University of Iowa e o Blue Lake Fine Arts Camp (Twin Lake, Michigan).

Hagiwara recebeu o American-Scandinavian Foundation Fellowship, o Prêmio Clara Rolland, o Prêmio Thomas J. Smith e o Prêmio Gertraude Weber Gassman. Seus antigos professores de piano incluem Erik T. Tawaststjerna na Sibelius Academy, Ksenia Nosikova na University of Iowa, William Heiles na University of Illinois em Urbana-Champaign, Marialena Fernandes na University of Músic and Performing Arts e Viena, e Emilio del Rosario no Music Institute of Chicago.


Dra. Jani Parsons

Baylor University

Hagiwara.png

Baylor University
Latitude 49

Elogiada por sua “combinação de ternura e energia vivaz” (San Francisco Chronical) e “pura virtuosidade” (LA Splash), a pianista canadense Jani Parsons estabeleceu-se como uma musicista de calor, brilhantismo, versatilidade e expressão vívida. Solista e camerista, Jani é membra fundadora e diretora artística do Latitude 49, um conjunto de câmaras mistas recentemente residente na Universidade de Michigan, e pianista do Lumina Duo ao lado do oboísta Merideth Hite Estévez. 

Como intérprete e apoiadora de compositores vivos, Jani trabalhou diretamente com muitos compositores, incluindo Steve Reich, Christopher Cerrone, John Zorn, Stacy Garrop, Marc Mellits, Roshanne Etezady, Augusta Read Thomas, Jared Miller e Shulamit Ran e estreou sessenta novos trabalhos solo e de câmara. Camerista de renome, Jani apareceu com Pittsburg New Music Ensemble, membros do Bang On a Can All-Stars, Eighth Blackbird e New Music Detroit, bem como membros de Chicago e Detroit Symphony Orchestras. Apresentações em toda a América do Norte incluem o Chan Centre for the Arts (Vancouver, Beitish Columbia), o Banff Centre for the Arts, Detroit Symphony Center, Detroit Institute of Arts, Ravinia Festival e o Museum of Contemporary Art (Chicago) e diversos instituições educacionais como New England Conservatory, Indiana University, Southern Mississippi University e a Northwestern University, entre outras.

No outono de 2017 fez o lançamento de estréia do álbum Beau Soir da Lumina Duo: Música Francesa para Oboé e Piano na gravadora MSR. Ela pode ser ouvida no álbum de estréia do Latitude 49, Curious Minds, saudado como uma "estréia impressionante" de Peter Margasak, da Bandcamp Daily. Ela gravou na gravadora Tzadik e na Çedille Records e foi destaque na rádio CBC e na WFMT em Chicago.

Jani estudou com Lorraine Ambrose em Vancouver Academy of Music (B.M. in Piano Performance), com pós-graduação na University of Michigan sob Arthur Greene e John Ellis (M.M e DMA em Piano Performance and Pedagogy). Ela possui um diploma de artista do Royal Conservatory of Music (A.R.C.T.) e um certificado de pedagogia teórica da University of Michigan. Professora ativa, ela ensinou muitos alunos premiados e apresentou pesquisas pedagógicas em várias conferências nacionais. Jani ministrou masterclasses nos Estados Unidos e atuou no corpo docente do Fresh Inc. Summer Festival e do Interlochen Summer Arts Camp. Ela recentemente se mudou de Chicago, onde foi artista e professora freelancer para se juntar ao corpo docente da Baylor University, juntamente com seu parceiro, o percussionista / compositor Chris Sies, e foi reconhecida como estrela ascendente da OVPR por seu potencial de pesquisa e desenvolvimento em início de carreira.

Vídeos

Áudios


Dra. Cristina Maria Capparelli Gerling

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Cris.png

Mineira de Uberlândia, a pianista Cristina Capparelli distingue-se por conciliar  as atividades de pianista, pedagoga e pesquisadora.  Professora na Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde 1985, foi a primeira coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Música iniciado em 1987, tendo se tornado  professora titular de piano em 1996.   

Na sua formação diplomou-se no Conservatório Musical de Uberlândia tendo posteriormente estudado com Isabel Mourão, Daisy de Lucca, Dirce Knijinick e Camargo Guarnieri. Recebeu o título de mestre em música com honras no New England Conservatory “com distinação” na classe  de Victor Rosenbaum (piano), Benjamin Zander  e Eric Rosenblith (música de câmara) e Ernst Oster (análise schenkeriana). Recebeu o grau de doutor em artes musicais (DMA) na Boston University tendo por professores de piano Bela Nagy e Anthony Di Bonaventura.  Durante sua primeira temporada naquele país, foi escolhida para uma turnê pelo sul do país como solista da orquestra de Câmara New England Sinfonia.

Entre os CDs que gravou constam a obra completa para piano do compositor Bruno Kiefer (1995) “e a vida continua...” que recebeu o Prêmio Açorianos por melhor gravação de música erudita.  Outra de suas obras, Terra Selvagem  encontra-se no CD Colóquio, ambas produzidos pelo selo Funproarte de Porto Alegre. O CD intitulado “Música Latino-americana para Piano”, sob os auspícios do Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Música da UFRGS, reflete seu interesse por um repertório variado e extenso. No ano de 2008 gravou o CD “The Brazilian Cello” para o selo Meridian da Inglaterra com a violoncelista Tania Lisboa e que contém, entre outros, a obra completa para violoncelo e piano de Camargo Guarnieri. Esta gravação recebeu críticas elogiosas com destaque para “o tremendo desempenho na parte do piano” (Musicweb International, Nick Barnard) e teve seu lançamento oficializado no recital no Wigmore Hall em Londres. Em 2011 lançou o CD com a obra completa para piano dos renomados compositores baianos Alda e Jamary Oliveira e em 2012 colaborou com o percussionista Dave Johson no CD “Memories of Brazil” com a música de Ney Rosauro. Foi novamente agraciada com o troféu Açorianos de melhor instrumentista no Balé-Concerto de Vagner Cunha intitulado Mahavidas e orquestrado para dois pianos, flauta, flautim, percussão e orquestra de cordas. Este evento também gerou uma gravação em CD premiada. Em 2013 organizou o CD “A Musica para piano de Camargo Guarnieri- 8 Sonatinas e Sonata” no qual participa em parceria com os colegas docentes do Departamento de Musica da UFRGS Catarina Domenici, Ney Fialkow e André Loss. Cristina é a pianista das Sonatinas 1 e 3 bem como a formidável Sonata de 1972.

Já atuou sob a regência dos maestros Fredi Gerling, Antônio Carlos Borges Cunha, Isaac Karabtchevsky, Manfredo Schmiedt, Garcia Virgil, Julio Medaglia e Ion Robertson, entre outros destacados músicos. É convidada frequente para apresentar masterclasses e recitais em universidades americanas mas já apresentou-se também no Canadá, Alemanha, Portugal e França.

Tendo realizado um estágio de pós-doutoral na University of Iowa nos anos 1990, vem desde então publicando regularmente sobre o fenômeno da intertextualidade na obra de compositores brasileiros e latino-americanos. Em 2012, trabalhou com o psicólogo Roger Chaffin sobre a memorização de músicos e o resultado se concretiza como artigos em revistas especializadas e, principalmente, em um número expressivo de teses e dissertações de seus orientandos sobre este assunto. Por três vezes foi apoiada pela Comissão Fulbright com bolsa nos Estados Unidos, desde 1990 é pesquisadora do CNPq.

Dando continuidade às investigações sobre a prática efetiva do instrumento, a projeção da expressividade na execução ao piano, bem como mais recentemente sobre a questão da ansiedade do músico, seus artigos tem sido publicados em revistas especializadas tais como Journal of Music Education e Journal of Research of Music Education. Tendo sido editora convidada da Revista Hodie e da Revista Em Pauta, presentemente Cristina é Co-Editora de um número especial da prestigiosa revista Frontiers in Psychology-Performance Science.

Além de premiados em concursos de instrumento, seus orientandos têm sido igualmente selecionados como docentes em escolas de renome no país e no exterior. Sempre em busca de novos conhecimentos aplicados à execução pianística e à interpretação musical, mais recentemente Cristina tem se voltado para o estudo da abordagem Taubman de técnica pianística.

videos


Marisa Rosana Lacorte

Escola Municipal de Música de São Paulo

32684128_10103078908814145_6098186607733506048_n.png

Marisa Lacorte tem se dedicado à didática pianística desde sua juventude, contribuindo, intensamente, para a formação de muitos dos jovens pianistas que se destacam no cenário musical do Brasil e do Exterior.Seu trabalho junto a crianças e jovens é reconhecido por renomados pianistas como: Yara Bernette, Homero de Magalhães, Arnaldo Cohen, Caio Pagano, Ney Fialcov, James Dick (USA) Sergei Dorenski, Andrei Pisarev, Helena Richter, Alexandre Mindoyans, (Rússia) Amy Lin, Jean-Efflam Bavouset (França).

É bacharel em piano, pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior pelas Faculdades Metropolitanas Unidas - UNIFIAM-FAAM e Mestre em Música pela Universidade Estadual Paulista – UNESP, com Tese defendida em 2003 sobre “A Música como portadora de valores humanos essenciais”.

Tendo como base o princípio de que num mundo em mudança, onde a imaginação e a criatividade, claras manifestações da liberdade humana estão constantemente ameaçadas pela estandardização dos comportamentos individuais, crê que a música, quando bem administrada e ocupando um lugar adequado na formação do indivíduo, pode ofertar, por sua própria natureza, uma espécie de antídoto contra tal padronização contribuindo para o desenvolvimento do indivíduo por inteiro: intelecto, inteligência, sensibilidade, transfiguração corpórea, sentido ético, estético, responsabilidade pessoal, social e universal, ou seja, pode se apresentar como possibilidade de interpretação e um caminho para o “interpretar-se”.

Atualmente, além das aulas particulares, é professora de piano da Escola Municipal de Música de São Paulo.


Dr. Paulo Gazzaneo

Escola Municipal de Música de São Paulo

Paulo Gazzaneo.png

"Paulo Gazzaneo movimenta-se com perfeita naturalidade neste mundo romântico provando essa sua atração com as Polonaises de Chopin que nos apresentou. Possui toda a técnica de piano e a riqueza de sentimentos que este estilo exige de seus intérpretes". - Marianne Pándi, 1990 Magyar Nemzet, Budapeste

Foi assim que o paulistano Paulo Gazzaneo começava a sua carreira internacional no velho continente, em recital de piano realizado na Kisterem da Liszt Ferenc Zeneművészeti Főiskola na cidade de Budapeste, Hungria.

A sua bem sucedida carreira está baseada em duas vertentes de seu trabalho, a interpretação e a pedagogia e, recentemente, tem se destacado na área da composição.

Mestre pela Unicamp - Universidade Estadual de Campinas sob a orientação do Prof. Dr. Mauricy Matos Martin, em sua formação acadêmica destacam-se as orientações de Amaral Vieira, Osvaldo Lacerda e Almeida Prado no Brasil, Hans Graf na Academia Superior de Música de Viena, Áustria e István Lantos, Ferenc Rádos e Marta Gulyás na Academia Superior Franz Liszt de Budapeste, Hungria.

Desde o seu retorno ao Brasil em 1993, fixou residência em São Paulo e assumiu como principal premissa de seu trabalho a execução e registro fonográfico de obras de compositores brasileiros, preferencialmente ainda ativos buscando valorizar a geração atual de criadores.

Como intérprete já dispõe de oito títulos em sua discografia, sete dos quais integralmente dedicados à música nacional. Como compositor, além de um registro fonográfico produzido em 2005 pelo selo PMC, já foi prestigiado pelo Harpyia Quartet (Grécia) em uma temporada de concertos pelos países da Europa Oriental em 2003. Em 2010 a Taiwan at Sun Yat-sen University utilizou o seu Trio para piano e cordas em seu repertório acadêmico.

Como recitalista e solista já se apresentou nos Estados Unidos, América Central, em todos os países da América do Sul e nos principais centros musicais europeus (Áustria, Alemanha, Bélgica, Hungria, Polônia, Espanha, Grécia, Bulgária, Inglaterra, Suíça), destacando-se a sua interpretação da integral dos Concertos para Piano de Mozart realizada em Budapeste em 1991, e recentemente uma bem sucedida temporada de concertos pelos Estados Unidos em 2012.


Michael Gurt

Louisiana State University

Michael-Gurt-0314-2015-Web.png

Louisiana State University
National Music Festival at Washington College

Ocupa o posto de Professor Distinto de Piano “Paula Garvey Manship” na Louisiana State University. Ele é mentor de piano no Festival de Música de Hot Springs (Arkansas) e foi chefe do departamento de piano no Festival de Verão de Sewanee (Tennessee) de 1987 a 2007. Tem atuado como coordenador da Associação de Professores de Música da Louisiana, e ensinou em dois seminários de música na Universidade Tunghai em Taichung (Taiwan). Professor Gurt obteve diplomas na Universidade de Michigan e na Juilliard School. Professor Gurt obteve primeiro prêmio na Competição Internacional de Piano Gina Bachauer de 1982, e também o primeiro prêmio em competições em Pretoria (África do Sul) e Sydney (Australia). Tem se apresentado como solista junto a Sinfônica de Chicago, Orquestra da Filadélfia, Sinfônica de Utah, Sinfônica de Baltimore, Sinfônica de Memphis, Sinfônica de Capetown, Orquestra Sinfônica Nacional da China, e Orquestra Filarmônica de Natal em Durban (África do Sul). Apresentou-se em séries de recitais de piano solo no Alice Tully Hall em Nova Iorque, no Ambassador Auditorium em Los Angeles, Orchestra Hall em Detroit, City Hall em Hong-Kong, no Victorian Arts Center in Melbourne (Australia), Baxter Hall em Capetown (África do Sul), e no Attaturk Cultural Center em Istanbul (Turquia). Gurt tem colaborado com os quarteto de cordas “Takacs” e “Cassatt”, e se apresentou no Festival Australiano de Música de Câmara em Townsville, Queensland (Australia). Foi parte do júri na Competição Internacional Gina Bachauer e na Competição Internacional de Nova Orleans. Gurt gravou pelos selos Naxos, Centaur, e Redwood.


Dr. Alan Huckleberry

University of Iowa

alanhuckleberryphoto.png

Uipianoped
Youtube

Elogiado por sua “musicalidade impecável, técnica emocionante e brio” (American Record Guide), o pianista Alan Huckleberry é reconhecido como um artista multifacetado na cena da música clássica. Ele se apresentou tanto em recitais quanto como solista com orquestras na Alemanha, Inglaterra, República Tcheca, Itália, Áustria, Espanha, França, Costa Rica, Colômbia e nos Estados Unidos. 

Huckleberry também é procurado como músico de câmara, com recitais nos Estados Unidos, Austrália e Europa. Ele pode ser ouvido em cinco gravações de disco compacto nas gravadoras Crystal Record, MSR e Albany Record. Dois outros CDs foram lançados no outono de 2014.

Além de sua carreira, o Dr. Huckleberry é igualmente apaixonado por seu papel como educador. Atualmente é professor associado de pedagogia de piano e artes colaborativas na University of Iowa. Lá ele dirige o programa de pedagogia do piano, que agora é reconhecido como um dos principais programas do país. Ele é um orador convidado em tópicos pedagógicos, incluindo palestras na World Piano Pedagogy Conference, na Nacional Conference on Keyboard Pedagogy e na Music Teachers Nacional Conference. Na University of Iowa, ele também mantém um estúdio de estudantes nacionais e internacionais, que estão começando a deixar sua marca em seu campo. De fato, todos os formandos de DMA de seu programa de pedagogia de piano estão ensinando em instituições acadêmicas em todo o país e no exterior.

 Natural de Indiana, Huckleberry iniciou seriamente os estudos no piano na Alemanha com a pianista polonesa Barbara Szczepanska. Outros estudos nos conservatórios de Karlsruhe e Colônia com o pedagogo japonês Naoyuki Taneda e o pianista alemão Josef A. Scherrer solidificaram um fundo musical diversificado e internacional. Ele então retornou aos Estados Unidos, onde recebeu seu doutorado na University of Michigan, sob a orientação de Arthur Greene (performance) e John Ellis (pedagogia). 

O repertório de Huckleberry não inclui apenas as obras-padrão da literatura de piano, mas ele é um ardente defensor de novas músicas e jovens compositores, como visto por uma longa lista de composições que foram escritas para ele. Entre os muitos estilos do século XX e XXI que ele gosta, ele está particularmente interessado em trapos contemporâneos e outros gêneros cruzados. 

O Dr. Huckleberry iniciou recentemente um projeto de gravação de vídeo em massa. Juntamente com o Dr. Jason Sifford, ele está criando o maior banco de dados conhecido de performances de literatura pedagógica de piano. No final, abrangerá cerca de 9000 vídeos de repertório do iniciante ao intermediário. Os vídeos estão disponíveis para todos, gratuitamente, no YouTube. Para acompanhar seu projeto de vídeo, o Dr. Huckleberry criou um site de estilo Wiki, que inclui informações pedagógicas de piano em cada peça gravada, além de informações sobre o compositor e o editor. Para visitar o site clique aqui.


Dr. Geoffrey Haydon

Georgia State University

geoffrey.png

O Dr. Geoffrey Haydon completou com sucesso os estilos clássicos e jazzísticos de performance. Conhecido como um artista clássico e jazz, ele recebeu ótimas críticas em suas performances solo, de câmara e concerto dadas nos EUA, Europa, Rússia, China, Japão, América do Sul e América Central. Ele se apresentou mais recentemente com a Atlanta Symphony Orchestra e artistas mundialmente famosos como Joan Rivers e Il Divo. Ele também é membro do Haydon / Parker Duo, Joe Gransden Big Band e da Georgia State University Faculty Jazztet. Já se apresentou com artistas conhecidos de jazz como Eddie Daniels, Joe Henderson, Gordon Goodwin, Eddie Gomez, Bobby McFerrin, Bob Mintzer, Bill Watrous, Jerry Weldon, Randy Brecker, Ndugu Chancler, Conrad Herwig e Hal Crook. O Dr. Haydon se apresenta regularmente com a Atlanta Ballet Orchestra, a Atlanta Pops Orchestra e se apresentou com shows da Broadway, incluindo The Phantom of the Opera, The King and I, The Producers, Hairspray, Sister Act, Sophisticated Ladies and Grease. Dr. Haydon pode ser ouvido no Gershwin Plus - Piano Solos e Novelty Arrangements, um CD piano solo da música de George Gershwin, Cabin Fever, um CD de jazz do McLean-Haydon Jazz Quartet e My Foolish Heartand Reunion, dois CDs de jazz / vibrafone pelo Haydon / Parker Duo. Todos os CDs estão disponíveis na etiqueta ACA Digital e na Albany Records.

 

Dr. Haydon é procurado como clínico e juiz. Ele tem inúmeras publicações com Alfred Publishing, Stipes Publishing e é co-autor de Jazz History Overview, um livro de texto da Kendall Hunt Publishing. Beginning Jazz, um livro de composições para piano de jazz do Dr. Haydon, é publicado pela Lee Roberts Publications. Ambos incluem faixas de acompanhamento MIDI disponíveis em CD. Em colaboração com James Lyke, o Dr. Haydon organizou canções populares americanas para piano solo, dois piano e piano de dueto. Estes são publicados pela Lee Roberts Publications (distribuída pela Hal Leonard Publications) e pela Alfred Music Publishing. O Dr. Haydon contribui regularmente com artigos publicados no Clavier Companion e em resenhas publicadas no American Music Teacher. Ele desenvolveu uma reputação impressionante como alguém com um alto nível de especialização usando tecnologia nas áreas de desempenho, composição, organização e pedagogia. Oferecendo oficinas e clínicas nos EUA, o Dr. Haydon é um artista / clínico da RolandUS. Atualmente, o Dr. Haydon coordena a faculdade de piano na Georgia State University, onde leciona piano aplicado, literatura de piano, pedagogia de piano, história do jazz e teoria do jazz. Dr. Haydon recebeu seu diploma de bacharel em música pela University of Richmond e estudou três verões no Aspen Music Festival. Ele recebeu seu mestrado e doutorado em Artes Musicais pela University of Texas em Austin, onde estudou com Nancy Garrett e Gregory Allen.


Mirka da Pieva

Pianópera

Mirka.jpg

Site e Blog
Canal no Youtube
Fanpage no Facebook
Pianópera

Mirka da Pieva tem sua formação em piano clássico pelo Conservatório Carlos Gomes – RS, bacharelado em Piano pela Universidade Federal de Santa Maria – RS, Especialização em Pedagogia do Piano pelo Conservatório Brasileiro de Música – RJ e Mestrado em Práticas Interpretativas/Piano pela Universade Federal do Rio Grande do Sul. Dentre seus professores estão Claudia Deltregia, Sérgio Olivè e Luiz Senize. Também participou de masterclasses com renomados professores como Homero Magalhães, Mauricy Martin, Alexandre Dossin, Ney Fialcow, Thomas Steinhöfel, Arnaldo Cohen e Cristina Ortiz. 

Recebeu premiações em diversas competições nacionais de piano como o concurso Carlos Gomes, Araçatuba, Rosa mística e Edna Basset Rabith.  Foi também solista da Orquestra Sinfônica de Santa Maria e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, quando venceu o concurso Jovens Solistas da OSPA. Há 10 anos reside no Rio de Janeiro, onde já apresentou-se em recitais de piano solo e música de câmera.

Atualmente dedica-se quase que integralmente à sua paixão: o ensino de piano. Atende alunos de todas as faixas etárias no Pianóperaum estúdio independente que promove aulas de piano e canto, bem como eventos sociais, cursos e apresentações. Ela também ministra workshops em escolas de música, onde divide um pouco de sua experiência como professora particular de piano com outros profissionais da área e divulga seu trabalho com os jogos Mirka Brinca. Paralelo a isso mantém sempre ativo o seu blog Mirka&Piano, produzindo diversos artigos relacionados ao ensino de piano e música em geral.


LíLIAN CARNEIRO DE MENDONÇA

Lílian Centro de Música

32634516_10103079602089815_1917645607095238656_n.jpg

Iniciou seus estudos aos 4 anos de idade com a professora Odete Alamy. Aos seis (6) anos, primeiro recital. Participação em diversos recitais, TV, etc... Aos 13 anos, início e atividades didáticas.

Fundou a escola LÍLIAN CENTRO DE MÚSICA, onde dirige e dá aulas de piano e formação musical. Cursos de extensão e interpretação pianística ou aulas mensais com Belkiss Carneiro de Mendonça, Arnaldo Estrella, Bruno Seidelhoffer, Maestro Camargo Guarnieri; estética musical: Maria Luiza Priolli.

Participou diversas vezes do Werstattkonzert em Salzburg no Internationale Sommerakademie Mozarteum na classe de Sergei Dorensky,Riccardo Risaliti,por várias vezes em cursos especiais na Rússia teve aula com os pianistas:Alexander Mndoyants, Sergei Dorensky,Yuri Arapetian, Helena Richter,Natalia Trulle, Igor Gavrych...

Pesquisas de ensino musical em diversos locais: Austrália, Europa, América, China, Japão, África do Sul, Brasil, destacando:curso de inverno em Londres onde teve master class com Claudio Arrau. Por várias vezes frequentou cursos nos Institutes for the Achievement of Human Potencial tendo como mestre Glenn Doman, cours d’ete Jaques-Dalcrose em Genebra.

Mais de dois mil alunos do Lílian Centro de Música obtiveram a primeira classificação em concursos nacionais e internacionais de piano, música de câmara, piano a quatro mãos violão, flauta transversal, mais de quatro mil foram classificados em segundo, terceiro lugar e menção honrosa desde 1966 até nossos dias.

Participação em Congressos, cursos e bancas de con­cursos.

Em países como a Índia, China, Hungria e estados do Brasil realiza cursos sobre o método de ensino do Lílian Centro de Música: Música e desenvolvimento da inteligência

Várias realizações da escola como: apresentações, recitais e peças em teatros de Goiânia e outras cidades, além de promoções com artistas compositores professores famosos como Marlos Nobre, Sergei Dorensky, Os Canarinhos de Petrópolis, Mauricy Martin, David Korevaar, Thereza Bhogard, Diego Caetano, Almeida Prado,Miguel Proença...

Música e Desenvolvimento da Inteligência- O presente curso tem a nítida preocupação com a questão da cultura musical, reciclando e estimulando a descoberta de novos valores, numa abordagem mais diretamente voltada para um fazer artístico conjugado à necessária reflexão sobre o desenvolver do aprendizado e, consequentemente, como adquirir mais inteligência. Considerando a musicalização de crianças e adultos por meio do instrumento com conhecimento prévio do mesmo, com a utilização do grupo como incentivo controle, modelo e espelho para aquisição das habilidades pretendidas pelo método do LÍLIAN CENTRO DE MÚSICA ou seja: na prática musical internalizar conheci­mento matemático, linguístico, de física, geografia, história, etc, utilizando a melodia, o ritmo e movimento como elementos importantes na abertura dos canais de comunicação e a interdisciplinaridade.


Dra. Fátima Corvisier

Universidade de São Paulo

Corvisier (2).jpg

Born in Rio de Janeiro, Fátima Corvisier graduated with honors (Golden Medal Prize) from the School of Music of the Federal University of Rio de Janeiro. In 1991, she earned her Master’s degree in Piano Performance at the same University under professors Myrian Dauelsberg and Esther Naiberger. In 2009, Fátima Corvisier received her Doctor of Music degree awarded by the University of São Paulo (USP), defending the thesis Antônio de Sá Pereira e o Ensino Moderno de Piano: Pioneirismo na Pedagogia Pianística Brasileira (Antônio de Sá Pereira and the Modern Piano Teaching: Pioneer of Piano Pedagogy in Brazil). Since 2004, Fátima Corvisier has been a faculty member at the Department of Music of University of São Paulo, where she teaches Piano and Piano Pedagogy. During the eight years of residence in the United States (1992-2000), Ms. Corvisier developed an important research in the field of Piano Pedagogy. As a researcher, she has been intensively involved in Congress and Conferences presenting papers on Piano Pedagogy and Performance Practices on Brazilian Piano Duet Repertoire. Her most significant prizes in piano competitions include the first prize in the Dirk Bovendorp National Piano Competition and the third prize in the III Eldorado Music Award. Fátima Corvisier has performed as a soloist of the São Paulo State Symphony Orchestra, conducted by Eleazard e Carvalho, and the Campinas Symphony Orchestra, under the baton of Benito Juarez. As a solo and chamber music recitalist, Ms. Corvisier has performed in many concert halls in Brazil, the United States and Germany. Some recente performance highlights include the opening of the Chamber Music Concerts Series at Theatro Pedro II, in Ribeirão Preto, São Paulo, presenting a recital with works by Mozart as part of the bicentennial celebration of the composer (2006); the participation in the West - East Project interpreting works by Takemitsu and cotemporary Brazilian composers at the Coliseum Theatre in Santos and at the Espaço Cultural CPFL in Campinas (2007-2008); and also a solo performance in the III Semana do Piano (The III Piano Week) at the Federal University of Rio de Janeiro celebrating the tricentennial of the invention of the piano and the 50th anniversary of Villa-Lobos’s death.

Videos


Dr. Fernando Corvisier

Universidade de São Paulo

Corvisier.jpg

In Brazil, Corvisier received his music education at the Music Academy Lorenzo Fernandez, in Rio de Janeiro. In 1982 he received a scholarship from the Brazilian government to study at the Ecole Normale de Musique Alfred Cortot in Paris, under the guidance of Edson Elias and Germaine Mounier. From 1985 to 1987 he studied at the New England Conservatory in Boston under the guidance of Jacob Maxin, obtaining the Master’s degree in Piano Performance. In 1988, Corvisier won the IV Eldorado Music Award, the foremost music competition in Brazil, and was invited to give numerous recitals in major concert halls throughout the country. He also has appeared in all the major Brazilian orchestras as well as giving solo performances in Brazil, Europe and the United States. Corvisier recorded in Los Angeles, with pianist João Carlos Martins, the first version for two pianos of the Four Seasons by Vivaldi, transcribed by Almeida Prado, gaining wide acceptance among the public and the critics. He also recorded for the label Eldorado works of Brahms and Ginastera. From 1992 to 1994, Corvisier was invited by pianist Luiz de Moura Castro to study at the Hartt School of Music where he obtained the Artist Diploma in Piano Performance. In May 2000, Fernando Corvisier received his Doctor of Musical Arts degree from the University of Houston, being guided by internationally renowned pianists Abbey Simon, Horacio Gutiérrez, and Ruth Tomfohrde. From 2000 to 2001 Dr. Corvisier was professor at the Music Department of the University of Rio de Janeiro. Since May 2002, Corvisier has been a Professor of Piano at the University of São Paulo. He has participated in many Conferences presenting lectures on the piano works of Brazilian composer Almeida Prado, and also has focused his research on Brazilian piano music for piano duet.

Videos


Dra. Carla Reis

Universidade Federal de São João del Rei

Reis.png

Piano.Pérolas

Carla Reis é natural de Varginha (MG), graduou-se em piano pela Escola de Música da UFMG e obteve o título de Mestre na UFRJ. Como bolsista Capes, aperfeiçoou-se também na Hochschule für Musik Karlsruhe (Alemanha). Em 2014, concluiu o Doutorado em Educação pela UFMG – com estágio doutoral na Universidade do Porto (Portugal) – apresentando tese sobre trajetórias de estudantes de piano em cursos superiores a partir de uma perspectiva sociológica. Desde 2006, integra o corpo docente do Departamento de Música da Universidade Federal de São João del Rei (Minas Gerais). Além da atividade docente, apresenta-se como solista e camerista, destacando-se seu trabalho, ao lado do violonista Flavio Barbeitas, no Duo ReisBarbeitas. É idealizadora e coordenadora do Projeto de Extensão "Piano.Pérolas” que visa a formação de professores de piano, bem como o registro e divulgação de obras didáticas de compositores brasileiros.

 

Videos