Fabiana Fator Gouvêa Bonilha

Site

Iniciou seus estudos de piano aos 7 anos. Concluiu o Curso Técnico em Piano pelo Conservatório Musical Carlos Gomes. Graduou-se em Piano Erudito pela UNICAMP e em Psicologia pela PUC-Campinas. Por ter deficiência visual total e congênita, foi alfabetizada em braile e, desde então, passou a ler partituras por meio desse sistema de leitura e escrita. Ao longo da sua atuação como intérprete, pesquisou e estudou ao piano um variado repertório de peças transcritas em braile, campo de pesquisa no qual vem se aprofundando. Atualmente, estuda sob a orientação da professora Glória Raimondi. Foi também aluna das professoras Eloísa Lopes, Acy Mayer, Lucielena Terribile e Lilian Monteiro Gazoni. Recebeu orientações da pianista Isabel Mourão. Foi premiada em concursos de piano, tendo recebido Menção Honrosa e Terceiro Lugar, nos concursos Arte Livre e Souza Lima, respectivamente. É Doutora e Mestre em Música pelo Instituto de Artes da UNICAMP, com apoio da FAPESP. Realizou recitais de piano em vários espaços tais como: Espaço Cultural IPJG (2018), Instituto de Artes da UNICAMP (2017), Escola de Artes Pró-Música (2017, 2015), Companhia Sarau (2016) entre outros. Atuou como solista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (1998) sob a regência do maestro Benito Juarez e da Orquestra Sinfônica Municipal de Sorocaba (2017, 1998) sob a regência do maestro Eduardo Ostergren. Participou da Oficina de Piano do 19º Festival Música nas Montanhas em Poços de Caldas (2018), do III Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba em 2016 e do IV Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba em 2017, no qual também atuou como palestrante convidada. Participou do X Encontro de Educação Musical da UNICAMP, como integrante de Mesa-Redonda em 2017 e do IV Performa Clavis, na UNESP, em 2016. Como pesquisadora tem artigos publicados nos Anais da ANPPOM, do SIMCAM, do Performa Clavis e do Encontro de Educação Musical da UNICAMP.

É servidora pública no Centro de Tecnologia da Informação CTI Renato Archer, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Desenvolve um projeto de pesquisa com apoio do CNPq (Chamada Universal), relacionado aos recursos tecnológicos voltados para transcrição de partituras em braile. Também com o apoio do CNPQ, orienta um projeto de Iniciação Científica nessa temática.

 

Videos